Suplementação: o que é, para que serve e quais os perigos do uso inadequado

Tempo de leitura: 8 minutos

Creatina - imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Se você frequenta ou já frequentou uma academia, certamente já ouviu falar do uso da suplementação para auxiliar nos objetivos, não é mesmo?

Mas, você sabe de fato o que são, para que serve e quais os cuidados que devem ser devem ser tomados para o seu consumo?

No post de hoje, trouxemos informações básicas para que você possa entender tudo sobre a suplementação, quais os principais tipos e por quê jamais deverá fazer o uso sem a prescrição de um profissional habilitado.

Tópicos

O que é a suplementação alimentar

Suplementação – imagem ilustrativa

Basicamente, a suplementação alimentar é o ato da prescrição de suplementos, que são elementos químicos compostos de vitaminas, minerais e aminoácidos que tem a função de complementar a alimentação. 

Geralmente são indicados para suprir determinada carência nutricional ou por praticantes de atividades físicas que necessitem repor as perdas nutricionais durante suas atividades, ou ainda para melhorar o seu desempenho.

Nestes casos, é imprescindível que a utilização seja prescrita e monitorada por um médico ou nutricionista. Somente esses profissionais poderão dizer se realmente existe a necessidades quais as quantidades e doses ideais para o seu consumo.



Os principais tipos de suplementos

Como já sabemos, os suplementos existem para complementar algo que falte em nosso organismo ou que seja necessário a reposição de substâncias, seja para praticantes de atividades físicas ou não.

Para isso, existem diversos tipos, para diferentes objetivos, como para ganho de massa muscular, para estimular gasto calórico ou para para aumentar o peso.

Suplementação – imagem ilustrativa

Creatina

A creatina é um aminoácido amplamente conhecido e usado como um dos suplementos mais consumidos por quem quer o aumento da força física durante os treinos, tornando-s mais intenso, além de também auxiliar na recuperação muscular.

Ela é naturalmente produzida pelo nosso próprio corpo, mas também está presente nos alimentos de origem animal.

Suplemento Hipercalórico

Suplementos desse tipo fornecem doses acentuadas de calorias para ajudar quem tem dificuldade para ganhar peso ou se alimentar corretamente. 

Suplemento Proteico

Os suplementos proteicos são os que mais ouvimos falar, que contém consideráveis quantidades de proteína que, em geral, são prescritos para quem quer aumentar os níveis da massa magra e também para quem quer perder gordura. Confira alguns tipos de suplementação proteica:

Albumina

A albumina é a proteína da clara do ovo pasteurizada, ou seja, é submetida à alta temperatura e, logo em seguida, à baixa temperatura, resultando no suplemento, a Albumina em pó. 

Geralmente fornece boas quantidades de proteína de alto valor biológico, providenciando todos os aminoácidos essenciais que seu corpo necessita, para uma boa recuperação e ganho de massa muscular.

Caseína

Caseína é uma proteína considerada de lenta digestão. Rica em aminoácidos essenciais para o nosso organismo, a caseína é derivada do leite após filtragens e foi criada para fins de nutrição para atletas e pessoas que necessitam aumentar a saciedade.

Proteína da Carne

Como o próprio nome diz, é a proteína que é extraída da carne, ideal para aquelas pessoas que são intolerantes à lactose e que não podem consumir o whey protein. Possui todos os aminoácidos essenciais para o organismo que a carne pode oferecer, com a diferença de não possuir as gorduras. 

Proteína da Soja

Esta proteína, derivada da soja, também é indicada para consumo para praticante de atividade física, geralmente utilizada para a recuperação dos músculos, muito comum o seu consumo pós-treino.

Whey Protein

Esse suplemento é o indicado para frequentadores de academias. Sua composição é derivada do soro do leite. 

Suplemento Vitamínico

Antes de falarmos de suplemento vitamínico, precisamos saber que as vitaminas são compostos orgânicos e nutrientes que são essenciais para a manutenção e bom funcionamento do nosso organismo. As vitaminas são classificadas como A, C, D, E, K e as do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9 e B12).

Esses suplementos são indicados quando, por algum motivo, ocorre a falta dessas vitaminas no nosso organismo. Nestes casos, elas podem ser utilizadas.

Embora não seja necessária a prescrição médica para usufruir desses suplementos, o mais indicado é procurar ajuda de um profissional habilitado, que pode ser um médico ou nutricionista. O excesso de algumas vitaminas pode acarretar prejuízos ao organismo, como distúrbios neurológicos e até mesmo sangramentos. 

Suplemento Termogênico

Termogênico significa produzir ou estimular o calor. Basicamente, esses suplementos contribuem para acelerar o metabolismo, de modo que o corpo queime mais calorias ao longo do dia. Existem diversos alimentos que são termogênicos, como por exemplo a pimenta, o gengibre, a canela, o chá verde, entre outros.

Muitas pessoas fazem uso exagerado ou sem orientação. Isso é perigoso. A melhor forma de perder peso é fazer um misto de alimentação saudável, atividade física e mudanças radicais de hábito.

A orientação médica é fundamental, pois podem causar alguns efeitos indesejáveis como insônia, dor de cabeça, falta de concentração, taquicardia, aumento da pressão arterial, irritação e enjoos. 

Além disso, pessoas com problemas cardíacos, diabetes e hipertensão não podem consumir estes suplementos sob qualquer hipótese. 

Quando a suplementação é indicada

Suplementação – imagem ilustrativa

O nosso organismo, sozinho, não produz nutrientes essenciais para o seu bom funcionamento. Por isso, a alimentação balanceada é fundamental nesse processo.

Contudo, com correria do dia a dia, muitas vezes nossa alimentação não é adequada e acabamos deixando de nutrir nosso corpo como deveria, impactando e prejudicando nossa saúde, bem-estar e a qualidade de vida. Nestes casos, os suplementos alimentares são necessários para fornecer tais nutrientes que ficaram faltando.

Já para quem pratica atividade física, a suplementação se faz necessária quando necessidade de reposição nutricional ou energética durante suas atividades.

Para ambos os casos, é fundamental que um profissional habilitado faça a prescrição e o acompanhamento. A cautela é importante para saber qual a dose diária ideal para cada organismo. 

Perigos do uso inadequado da suplementação

Suplementação – imagem ilustrativa

Sempre trazemos muitas informações úteis aqui no Blog. Contudo, é muito importante que as visitas ao seu médico ou nutricionista estejam em dia, pois, quando falamos de suplementação, o uso inadequado e excessivo poderá trazer sérios danos para a sua saúde.

Há estudos que revelam que o exagero de suplementação pode sobrecarregar os rins e o fígado.

Nunca use nenhum tipo de suplementação sem prescrição de um profissional habilitado

O médico ou nutricionista são os únicos profissionais indicados para determinar o tipo e a quantidade exata para consumo de qualquer suplemento.

Se você tem objetivos na academia, pense primeiro em sua saúde. Consumir suplementos desnecessários ou de qualquer outra substância que vá encurtar o tempo até o resultado não tem um final feliz. 🙁

Como sempre ouvimos dizer o famoso jargão “No Pain, No Gain”, com a tradução, “Sem dor, sem ganho”, é a pura verdade: tem que suar a camisa, tem que fazer esforço e tem que realmente batalhar pelos resultados, e não buscar encurtar ou “burlar” os caminhos.

Receba os conteúdos do Blog de primeira mão. Cadastre-se em nossa newsletter e leia primeiro!

Conclusão

Neste artigo, vimos o que é, quais os principais tipos e quais os perigos do uso indevido dos suplementos. Reforçamos que a é muito importante que a gente bata sempre na mesma tecla o que muitos estudos já disseram: a alimentação saudável tem todas as substâncias necessárias nos nutrir e prevenir doenças. 

Entendemos também que a suplementação somente possui a sua indicação para aquelas pessoas que possuem deficiências nutritivas, ou para atletas e pessoas que praticam atividade física de alto desempenho que necessitem fazer a reposição. Tudo de forma controlada e monitorada por um profissional habilitado.

Gostou do artigo? Deixe um comentário e compartilhe com quem você gosta!